Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Segredo revelado

Segredo revelado

27.03.12

Pontapé na crise ...


segredo_revelado

 

A crise anda nas bocas e bolsos do mundo , isso já nós sabemos, basta ver as notícias da actualidade.

A situação financeira é tão má que até há quem diga que o capitalismo está moribundo , quase a ir com os pés para a cova , quase a bater a bota. O ideal seria darmos um pontapé na crise , mas com que calçado?!

Quando a crise aperta , obrigando-nos a apertar o cinto , apercebemo-nos , da pior maneira, que algumas coisas que outrora considerámos bens de primeira necessidade são afinal bens acessórios sem os quais podemos (sobre)viver sem grandes dificuldades.

Num passado não muito distante ,alguns membros de alguns partidos políticos chegaram mesmo a afirmar que o Governo estava a deixar o país de tanga.

Ora , tendo em conta que isto já foi , se não estou em erro , antes do Durão Barroso se ter demitido e ido para a Comissão Europeia, passados todos estes anos, podemos concluir que o país e uns quantos milhões de cidadãos continuam a usar tanga, dispensando o uso de outra roupa.

Quem passa tanto tempo de tanga e com o cinto tão apertado que até se parece com o cerco fiscal que os vários governos têm vindo a fazer à classe trabalhadora - dass! Pareço quase um militante de esquerda radical comunista - , também pode bem passar sem usar sapatos.

Portugal já é considerado um país de pobretanas e Zés Ninguém , então nem seria de estranhar que também seja um país de habitantes de pé descalço.

Felizmente , tal como o meu pai faz questão de me lembrar , nasci numa época em que , apesar das dificuldades económicas se fazerem sentir, nunca tive de passar por certas coisas como as que ele e a minha mãe passaram na sua juventude.

Eles , ambos nascidos num meio rural , no final da década de 40, passaram por alguns maus bocados. Ainda são do tempo em que uma sardinha era dividida por 3 ou 4 . São do tempo em que a iluminação chegava através de uma vela ou candeeiro, ao passo que a água chegava directa da fonte pública ou de um poço. A vida não era fácil , as famílias eram numerosas e os livros para os estudos , a roupa nova e um par de ténis para ir jogar à bola eram coisas que ou não existiam ou , se existiam , eram partilhadas e passadas dos mais velhos para os mais novos.

Se tivesse nascido na mesma altura dos meus pais, além de isso constituir um fenómeno inexplicável, estava bem tramado , lá ia ter de andar descalço a dar cabo da pedicure toda.Epa, eu nunca fui muito de andar descalço , excepto na praia, quando eu ainda metia os pés na areia e em água salgada, e aqui por casa, quando chegam aqueles dias de calor infernal no Verão.

 

 

(há quem use calçado caro e chique , tipo Bi...birk....Birkenstock, mas eu prefiro usar algo mais singelo e arejado, como se pode ver na foto acima, para prevenir as micoses)

 

Ao contrário de mim, em pleno século XXI,quando todos os putos têm quase uma sapataria montada em casa, ainda há quem goste de andar descalço . É o caso do sobrinhozito da minha cunhada, filho de uma irmã dela , que quando vem cá ao Litoral Oeste anda sempre descalço, seja em casa ou na rua.
O cachopo é um verdadeiro todo-o-terreno humano,passando por cima de tudo (pedras , bocadinhos de madeira, ''presentes'' dos gatos,etc) como se passasse por cima de algodão fofinho e macio. Raio do puto até me faz impressão.
Um dia hei-de meter-lhe vidros também onde ele caminha descalço, só para testar a resistência dele. Se ele passar lá e nem se queixar ,torno-me manager dele levo-o ao circo Cardinalli para trabalhar como faquir , a caminhar sobre vidros, pregos e brasas.
Aquelas solas daqueles pés, de tão habituadas que estão a andarem descalças, devem ser quase tão rijas como a carapaça de uma tartaruga.
Bem , mas até é bom ele dispensar o uso de calçado nalgumas ocasiões, assim poupa alguns euros aos pais.
Até há pessoas que dizem que faz bem os putos andarem descalços, por causa do pé chato.
Isso faz-me pensar uma coisa. Se andar descalço é uma boa solução para o pé chato..Qual será a solução para alguém que seja, dos pés à cabeça, completamente chato?

Será que se pedirmos gentilmente a uma dessas pessoas chatarronas para se descalçar, essa pessoa passará, quase como num acto de magia, a ser menos chata?!

Homens leitores deste blog, não tentem isto em casa com a vossa esposa , namorada , irmã , mãe , prima , tia, sogra ou vizinha, senão , pois tendo em conta o fetiche e adoração que qualquer mulher tem por sapatos, o mais provável era ficarem tão irritadas que seriam vocês a terem de se descalçar e fugirem o mais rápido possível de perto delas e do rolo da massa.

Em Cuba e  na Venezuela, países conhecidos por terem dirigentes que são fãs de discursarem durante horas e horas seguidas, entediando de morte os coitados que têm de os ''gramar'' a discursar, logo haveria quem se encarregasse de lhes tirar os sapatos , a ver se se calavam um bocadito.

Aproveito a deixa , descalço-me, deixo de ser chato e ''calo-me'' , senão , além dos 3 visitantes que já adormeceram a meio do post , vão adormecer também os outros dois que ainda continuam a ler até este final.

Antes de  finalizar , quero deixar um agradecimento especial a esses 2 heróis que leram isto até ao fim sem adormecer e desejar-lhes as melhoras para as insónias de que sofrem.

 

 

 

 

segredo revelado : Ao contrário do que uma ou outra pessoa (sim, ''falo'' para ti! E ao dizer isto lá vai qualquer que leia pensar que falo dele ) pensam acerca de serem apenas mulheres a lerem este blog de qualidade (duvidosa), posso afirmar , com um elevado nível de certeza, que há pelo menos um homem a ler isto . EU!

E além de mim, apesar de nem fazerem comentários, desconfio que há mais alguns homens a lerem isto, mas , como não querem que se saiba que cá vêm , descalçam-se para não  fazerem barulho.

16.03.12

Soutien financeiro...


segredo_revelado

Hoje vou escrever sobre duas coisas que aparentemente não têm muito em comum , mas que, depois de uns minutos de reflexão profunda, concluí que têm alguns pontos em comum : soutiens e Troika.

Chutem para canto as ideias mais perversas , tipo a ideia de que a semelhança está no querer meter as mãos em algum lado. É verdade que a Troika mete a mão nos nossos bolsos , mas , tanto quanto sei , nunca meteu as mãos no soutien de ninguém.

A Troika (e os contribuintes) são para o país o equivalente ao soutien para as mamas : ajudam a que não descaia mais e puxam-no para cima.
O Governo? Bem , esse é o equivalente à força da gravidade que , com o passar dos anos , já desde o 25 Abril , o faz ficar cada vez mais em baixo.

A escolha errada de um soutien, diz quem o usa e quem sabe desses assuntos, que eu disto pouco sei, além de não dar um ar muito estético , pode até magoar . Não é isso que a Troika faz connosco? As medidas que fomos obrigados a adoptar , medidas essas que obrigam ao aperto do cinto e , quiçá , do soutien , causam dor aos contribuintes, sufocando-lhes o peito e a carteira com tanta austeridade.

Um soutien apertado pode magoar , mas se for largo demais também não é a melhor das opções , embora haja uma maior liberdade. Se as medidas da Troika permitissem um maior desafogo orçamental aconteceria exactamente o mesmo . A liberdade seria tanta que a política económica do país não ia ter um rumo , ia andar acima e abaixo , à direita e à esquerda.

Assim como há mulheres que optam por não usar soutien , também há países que optam por não usar o apoio da Troika. Que têm ambos em comum? A mim só me ocorre uma coisa : despertam imensas atenções e invejas por parte de quem as/os rodeia e desejava ter a capacidade para fazer o mesmo.

Sem mais disparates a escrever , deixo aqui uma foto que prova que até mesmo em tempos de crise há promoções que  ficam bastante económicas para quem queira aproveitá-las.

Não faço ideia do preço normal de um soutien , mas se um soutien e uma queca custam 9.90 eur, e como ultimamente os portugueses estão mais habituados a serem ''quecados'' pelo Governo , acho que pagar menos de 10 euros para ter um soutien e uma queca até é bom negócio. {#emotions_dlg.lol}

Usem uma camisa! Não esqueçam a camisa! Pode mesmo ser uma camisa tamanho XS, ou seja...uma camisinha. {#emotions_dlg.angel}

 

segredo revelado : Humor e piadinhas tolas à parte , aquela foto da promoção do soutien e da queca fez-me lembrar uma noticia que vi na TV um destes dias. Ao que parece , por causa da crise e das dificuldades económicas , há um aumento no número de mulheres que , paralelamente à sua vida familiar normal , se prostituem, com o conhecimento ou não do marido , para tirarem daí uma fonte de receita.
Pergunta ingénua da minha parte : não haveria um outro modo de arranjar rendimentos?!
Ao que parece , para algumas pessoas , quando a dificuldade aperta , e mesmo antes de venderem os anéis , os plasmas , cortar na TV Cabo , sei lá mais quê , vender o corpo e alguma da dignidade é a solução mais fácil.
Fácil não será , mas mesmo assim parece-me que há sempre outras opções.

01.02.12

Vou ser dono de um banco...


segredo_revelado

 

Ontem , ao ver o Telejornal , fiquei um bocado alarmado ao constatar que a banca nacional está quase tão pobrezinha quanto eu.

Ao que parece , o outrora maior banco privado português , Millennium , viu reduzida a sua capitalização bolsista em vários milhares de milhões de euros , desde a saída do seu fundador Jardim Gonçalves.

Bem , não fujam já , não vou continuar a escrever sobre crise bancária , Troika , FMI ou concertação social. O post de hoje , inspirado pela crise da banca , tem a ver com uma ideia (genial?) que tive para se fazer, sem recurso a pedidos de empréstimo, um banco .

Já sei que alguém mais engraçadinho deve estar a pensar que me refiro a fazer um banco de jardim, mas não é desse tipo de bancos que falo.

Ora, pensem lá comigo , se fazem favor...

Portugal tem visto , nas últimas décadas , a taxa de natalidade a decrescer...Portugal tem visto , nas últimas décadas , o agudizar da crise financeira sentida nos bolsos dos ''tugas''...Portugal tem visto , nas últimas décadas , a nacionalização de bancos , a privatização de bancos  e a fusão de bancos.

Junta-se tudo , mistura-se bem...Conclui-se o quê? Devemos apostar na criação de bancos... de esperma!

 

A criação de bancos de esperma pode ser a salvação do país , quer no aumento da taxa de natalidade , quer na melhoria das condições financeiras de todos aqueles que se tornem accionistas dos ditos bancos de esperma.

Ao contrário de um banco tradicional , a criação de um banco de esperma não requer nenhum investimento financeiro avultado. Quanto muito , e se a pessoa não se ajeitar na recolha de... bem , de capital , requer apenas a ajuda de alguém que dê uma mãozinha nessa tarefa.

Outra vantagem na criação de um banco de esperma é não haver a obrigatoriedade desse banco possuir uma sede financeira situada num qualquer paraíso fiscal. Um banco de esperma , caso não haja uma localização melhor para ele , pode até ser criado no próprio carro do banqueiro. Antes de julgarem a ideia disparatada , façam uso das vossas memórias de adolescente e lembrem-se das histórias, vividas ou ouvidas, que se passaram no banco de trás de alguns carros. A malta era nova , meio desajeitada... os bancos é que sofriam.

Como estamos em tempo de crise e alguns já nem carro próprio têm , há uma outra alternativa , uma alternativa que até é mais ecológica : os bancos de jardim! Caso optem por sediar o vosso banco de esperma num banco de jardim, convém ter noção de alguns riscos associados , como a existência de mirones , dejectos de pássaros no local dos depósitos e , muito importante , a forte possibilidade de vir a ser condenado , não por fraude financeira , mas por atentado ao pudor.

Os mais comodistas , aqueles que julgam que um sofá também pode servir como sede do banco , lembrem-se do factor amortização. Um sofá é , regra geral , uma superfície fofa, uma superfície mole. Ora , que raio de impressão íamos dar ao criar o banco , que se quer sempre firme e hirto a resistir às crises , se a sede do banco fosse num local associado ao relax , comodidade e ''moleza''?! A concorrência até se ia rir de nós.

Por falar em nós , lembrei-me de algo importante : a existência ou não de sócios na criação do banco. Opa , apesar de ser verdade que basta um único investidor para fazer crescer o negócio e criar o banco , é inegável que a existência de um sócio torna tudo muito mais prazeiroso.

Bem , conselhos dados , estratégias delineadas , acho que agora só falta mesmo procurarem um sócio ou uma sócia, fazerem o balanço (de contas , claro) e dar inicio ao vosso próprio banco.

 

 

 

 

segredo revelado: Desocupação dá nestas ideias!